ELES NÃO USAM BLACK TIE - Análise completa da obra

Veja a análise completa da obra e faça os exercícios de aprofundamento

Exercícios

Questão 01

  

Observe o diálogo abaixo entre Tião e Maria, personagens da peça “Eles não usam black tie”, e responda as perguntas:


MARIA (abraça Tião fortemente) - Tião, não te mete em encrenca amanhã!

TIÃO - Que encrenca?!

MARIA - Não sei. Não te mete em encrenca!

TIÃO - Não tem susto!

MARIA - Pensa na turma, Tião. Aqui todo mundo te qué bem. E eu mais do que ninguém. . .

TIÃO - Tá preocupada com quê?

MARIA - Com ocê! Porque quando fala em greve tu te aborrece.. .

TIÃO - Não pensa nisso. Não é assunto em que mulhé se mete. . .

MARIA - a sim!... O que é que tu tem medo...

TIÃO - Medo! Tu também me vem falá em medo? Medo de nada! Quero é vivê bem com ocê... só! Greve me aborrece porque sempre dá bolo, a gente pode perdê emprego. . . Ah! Não pensa nisso... O que eu fizé é pra nosso bem!

MARIA - Não te mete em encrenca!


A)  Qual será a atitude de Tião em relação à greve dos trabalhadores da fábrica?


B)   Qual será a consequência da atitude de Tião para o seu relacionamento com Maria?




Questão 02


Assinale o que for correto sobre Eles não usam black-tie e sobre Gianfrancesco Guarnieri.


01) Eles não usam black-tie é uma peça única na dramaturgia nacional por enfocar a classe alta com uso da paródia. A elite paulistana, que veste black-tie, é desmascarada e ridicularizada por uma crítica ácida, com seus salões cheios de pompa e circunstância vistos como espaço para a corrupção e o roubo.

02) Um dos conflitos principais da peça ocorre entre pai e filho, respectivamente Otávio e Tião, que se desentendem porque o primeiro é um dos líderes grevistas na fábrica onde trabalham, e o segundo fura a greve, o que acaba resultando na saída de Tião da casa paterna.

04) A peça Eles não usam black-tie é um marco importante para o teatro nacional por conseguir, entre outras características, trazer para primeiro plano trabalhadores de fábrica e moradores de favela, por não transformá-los em personagens caricatos, além de utilizar uma linguagem próxima do falar cotidiano.

08) A peça apresenta grande complexidade em sua estrutura temporal; é marcada por inúmeros recursos, como a estrutura cronológica irregular, com saltos para o passado e para o futuro, inclusive com momentos de sobreposição desses dois tempos marcando os devaneios alucinatórios de Tião. Isso não impediu, contudo, o enorme sucesso que obteve, mostrando que o público estava maduro para inovações formais radicais.

16) O sucesso de Eles não usam black-tie deve-se, em grande medida, ao fato de Guarnieri ter usado a música já famosa de Noel Rosa, na voz de Jair Rodrigues, de mesmo título, como eixo condutor para a escrita da peça. Guarnieri soube utilizar, com maestria, os Festivais de Música Popular que faziam sucesso na televisão naquele momento, um mercado que surgia. A peça inaugura uma fase de musicais de grande impacto que marcam a época.




Questão 03


 (UFSC 2010)

[...] Otávio – [...] Eu acho graça desses caras, contrariam a lei numa porção de coisas. Na hora de pagá o aumento querem se apoiá na lei. Vai se preparando, Tião. Num dou duas semanas e vai estourá uma bruta greve que eles vão vê se paga ou não. [...]

GUARNIEIRI, Gianfrancesco. Eles não usam black-tie. 19. ed. São Paulo: Civilização Brasileira, 2008. p. 25, Ato I.


Escrita na década de 1950, a peça Eles não usam black-tie nos remete à reflexão sobre movimentos sociais no Brasil.

Com base no contexto socioeconômico em que a obra de Guarnieri foi escrita e nos movimentos sociais no Brasil, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S). e some os pontos:

1) 

Na década de 1950, o sindicalismo brasileiro enfrentou, com muitas greves, a inserção do país no capitalismo internacional.

2) 

A década de 1950 foi caracterizada por um período de recessão econômica. Os índices inflacionários superavam 100% ao mês.

4) 

No Brasil, a organização sindical teve início no século XX e foi nutrida, de um lado, pelos anarquistas utópicos e, de outro lado, pelos defensores do neoliberalismo econômico.

8) 

Cenário de Eles não usam black-tie, as favelas estão circunscritas sobretudo às metrópoles regionais, como é caso do Rio de Janeiro e de São Paulo.

16) 

Criada na década de 1950, a Companhia Vale do Rio Doce, empresa de economia mista, foi o cenário que levou os personagens de Eles não usam black-tie a deflagrarem greve por melhores condições de trabalho e de salário.

32) 

Infere-se do diálogo do personagem Otávio que uma das estratégias utilizadas pelos sindicatos é a greve, como forma de pressionar os patrões para a obtenção de determinado objetivo.


Questão 04


Eles não usam black-tie, de Gianfrancesco Guarnieri, texto encenado pela primeira vez em 1958 e posteriormente adaptado para o cinema, trata da luta de classes no cenário urbano do Rio de Janeiro. Sobre essa obra, é correto afirmar:

A)    O emprego da língua portuguesa em seu padrão culto nas falas dos operários atende a uma exigência própria da literatura e do teatro produzidos em meados do século XX.

B)    Prevalece na peça uma visão conciliatória já que, influenciados por Tião, no terceiro ato os moradores do morro abandonam suas principais reivindicações.

C)   O conflito que está no centro da ação dramática é motivado pelas diferentes opções que as personagens assumem perante uma greve.

D)   As personagens femininas não participam das decisões familiares nem têm opinião política, comportamento típico do patriarcalismo vigente naquele período histórico.

E)    O sucesso do samba “Nós não usa black-tie” resultou em uma surpreendente ascensão socioeconômica para seu compositor, Juvêncio.




Questão 05



A música de Adoniran Barbosa fez parte da trilha sonora do filme “Eles não usam black-tie”, adaptação do texto teatral de Gianfrancesco Guarnieri. No refrão dessa música, o autor explora a ideia de que o amor melhor é o mais

A)    jeitoso, assim como deve ser a linguagem do amor, tão mais pura quanto mais simples for, contrapondo-se à ideia de formalidade contida em “Eles não usam black-tie”

B)    simples, ao contrário do que deve ser com a linguagem, manifestando a polifonia da linguagem com a alusão a “Eles não usam black-tie”.

C)   simples, o que se comprova também pela simplicidade da linguagem, em uma referência intertextual a “Eles não usam black-tie”.

D)   carinhoso, assim como deve ser com a linguagem, ou seja, mais cuidada, como se comprova com a citação de “Eles não usam black-tie”.

E)    carinhoso, ao contrário do que acontece com a linguagem simples, que nega a beleza do sentimento, como se comprova pela referência dialógica a “Eles não usam black-tie”.




Questão 06


O prefácio do livro Eles não usam black-tie reproduz um artigo escrito, em 1960, pelo jornalista Paulo Francis, sobre Gianfrancesco Guarnieri. Afirma Paulo Francis nesse artigo (p. 13): “Ele é um dramaturgo que transmite a urgência dessa tomada de posição, que a justapõe às acomodações de ordem individual, pedindo ao público que escolha entre as duas atitudes. E o faz carregando consigo a metrópole para o palco, indo ao centro do conflito. Marca o despertar da geração de hoje”.


As duas atitudes a que se refere o trecho citado são a adesão à greve pelos trabalhadores e a traição de Tião, o qual prefere não participar do movimento.


A opinião do jornalista sobre o dramaturgo se justifica pelo fato de a peça tratar da



A)  revolta dos habitantes da periferia de uma grande cidade.

B)   desigualdade social sob a perspectiva da luta de classes.

C)   exploração dos trabalhadores pelos sindicatos de esquerda.

D)  impossibilidade de ascensão social da classe operária.




Questão 07


Considere os versos da canção abaixo:


Nosso amor é mais gostoso

Nossa saudade dura mais

Nosso abraço mais apertado

Nós não usa as “bleque tais”!


O samba “Nóis não usa as bleque tais”, composto por Adoniran Barbosa e Gianfrancesco Guarnieri, serviu de trilha sonora para a peça Eles não usam black-tie (1958). A respeito do assunto, assinale a alternativa correta.

A)  A escolha de um samba como trilha sonora diminuiu a contundência da crítica social pretendida pelo autor da peça, Gianfrancesco Guarnieri.

B)   A diferença entre o amor “mais gostoso” e o amor de quem usa “bleque-tais”, com vantagem para o primeiro, dilui o efeito da oposição entre interesses coletivos e individuais, tema central da peça.

C)   O samba, entoado na peça pelo personagem Chiquinho, colabora para a representação e valorização da cultura popular.

D)  Tião, que usa “black-tie” (smoking e gravata), representa na peça o opressor, cujo poder é empregado para reprimir a greve organizada pelos moradores do morro.

E)   A valorização da vida simples e a consequente rejeição da possibilidade de ascensão social conduzem aos finais trágicos de Tião e de Otávio.